Fisiculturismo: Entenda o que é, principais explicações e como funciona na prática!

O fisiculturismo, também conhecido como musculação competitiva, é uma disciplina que envolve o desenvolvimento e a tonificação dos músculos através do treinamento físico intenso, alimentação específica e controle rigoroso do corpo.

Essa prática visa não apenas o aumento da massa muscular, mas também a busca pela simetria, definição e proporção, resultando em um físico esteticamente impressionante.

O fisiculturismo é mais do que simplesmente levantar peso na academia. É um esporte que combina esforço físico intenso, disciplina mental e uma abordagem científica à dieta e ao treinamento.

Fisiculturismo e Musculação: treinos intensos para alto desempenho

Podemos afirmar que o fisiculturismo é a elite da musculação, praticantes de musculação buscam um shape bem desenhado e aumento de massa muscular de forma amadora.

Os fisiculturistas são competidores que elevam o padrão de treinos e alimentação como em qualquer outro esporte, buscando o máximo da performance muscular, competindo em eventos assim como em outros esportes.

O que o Fisiculturismo pode nos ensinar?

O fisiculturismo, além de ser uma prática dedicada ao desenvolvimento físico, oferece valiosos ensinamentos que podem ser aplicados em diversos aspectos da vida.

Em resumo, o fisiculturismo vai além do desenvolvimento físico, ele proporciona uma oportunidade única de crescimento pessoal. As lições aprendidas no fisiculturismo podem ser aplicadas em diversas áreas da vida, contribuindo para uma abordagem mais equilibrada, resiliente e focada no autodesenvolvimento.

Aqui estão algumas lições que o fisiculturismo pode nos proporcionar

  • Disciplina e consistência:
    O fisiculturismo exige uma dedicação extrema ao treinamento, dieta e estilo de vida saudável, essa disciplina e consistência são transferíveis para outras áreas da vida, incentivando à perseverança em face de desafios.
  • Estabelecimento de metas:
    No fisiculturismo, a definição de metas é fundamental. A habilidade de estabelecer metas específicas e alcançáveis é crucial em qualquer empreendimento.
  • Resiliência diante de adversidades:
    O caminho do fisiculturismo bem sempre é fácil. Lesões, platôs no treinamento e desafios emocionais são comuns. A capacidade de lidar com essas adversidades, adaptar-se e continuar avançando é uma lição valiosa.
  • Autoconhecimento

Os fisiculturistas precisam entender seus corpos, suas respostas ao treinamento e a dieta para junto ao seu preparador físico ou treinador ajustar seus métodos conforme necessário.

  • Consistência:
    O sucesso no fisiculturismo não ocorre da noite para o dia. Exige anos de trabalho duro. Essa mentalidade de esforço contínuo pode ser aplicada em carreiras, estudos e projetos pessoais.
  • Equilíbrio entre disciplina e flexibilidade:
    Embora a disciplina seja crucial, os fisiculturistas também aprendem a ser flexíveis quando necessário. Isso se aplica a adaptação de rotinas de treinamento, enfrentar os imprevistos mantendo o equilíbrio entre os compromissos da vida cotidiana.
  • Saúde mental:
    O fisiculturismo destaca a importância da saúde mental. A pressão para atingir metas pode ser intensa e muitos fisiculturistas buscam auxílio de profissionais para cuidar da saúde mental.

Qual a influência da prática da musculação no Fisiculturismo?

A prática da musculação é um precursor do fisiculturismo, todo fisiculturista é um praticante de musculação profissional. Também por esse motivo os praticantes de musculação se inspiram nos fisiculturistas.

Suplementação auxilia para treinos mais intensos?

A resposta é, sim! 

Isso sempre vai depender da avaliação de um bom nutricionista, mas de forma geral existem muitas opções para otimizar os treinos de alto desempenho e auxiliar na recuperação entre uma sessão de treino e outra.

Quais os suplementos mais utilizados em treinos intensos?

Em minha experiência utilizando suplementação que meu nutricionista prescreve estão;

  • Beta Alanina

 O Suplemento Beta Alanina utilizado para retardar a fadiga em estímulos de alta intensidade e curta duração, exatamente o caso da musculação que possui alta intensidade em séries curtas (até 30 segundos) com um bom descanso entre elas (cerca de 2 minutos).

Dessa forma o volume total da sessão de treinamento tende a ser maior, aumentando a performance para hipertrofia muscular.

  • Creatina

A creatina é utilizada para aumentar a força em estímulos de curta duração e alta intensidade. Esse fator tende a aumentar a carga do exercício, aumentando assim o volume de carga total da sessão de treinamento e por consequência, maior sinalização hipertrófica.

  • Whey Protein

Suplemento whey protein utilizado para recuperação muscular entre uma sessão e outra. Dessa forma, o indivíduo estará recuperado mais rápido ou mais bem recuperado para próxima sessão de treinamento, permitindo que os treinos sejam realizados com qualidade maximizada dia após dia.

Quais os suplementos mais utilizados em preparações para Competição?

A escolha da suplementação para competição foi sempre pelas mãos de um bom nutricionista especializado em fisiculturismo.

Na fase de Bulking

Durante a fase de bulking em que o principal objetivo é ganhar massa muscular, os atletas muitas vezes optam por suplementos que auxiliem no aumento da ingestão calórica, na síntese proteica e na recuperação. Aqui estão alguns suplementos comumente utilizados durante a fase de bulking:

 

    • Whey protein: Auxilia na recuperação muscular entre uma sessão de treinamento e outra. Além disso é indicado para construção muscular junto com os carboidratos em dose indicada por um nutricionista especializado.
    • Creatina: Aumenta a produção de ATP, principal fonte de energia e ou força rápida para estímulos intensos e curtos da musculação.
    • Hipercalóricos: são suplementos que possuem carboidratos complexos e proteínas em uma única fórmula, muito utilizado para atingir metas calóricas altas.
    • Óleo de peixe (ômega-3): Além dos benefícios para a saúde, pode auxiliar na recuperação e contribuir na síntese proteica.
  • Vitaminas e minerais: Garantir uma ingestão adequada de vitaminas e minerais é importante para o bom funcionamento geral do corpo e pode apoiar o crescimento muscular.
  • Cafeína: Reduz a percepção de fadiga, auxiliando na sustentação prolongada das sessões de treinamento.

Fase de Culting

Durante a fase de cutting o objetivo principal é reduzir gordura corporal, enquanto preserva massa muscular. os suplementos utilizados nessa fase são muitas vezes direcionados para otimização da perda de gordura, manutenção da energia e preservação da massa muscular. aqui estão alguns suplementos comuns utilizados durante a fase de culting:

Fibras solúveis: Podem auxiliar na sensação de saciedade, o que pode ser útil quando as calorias são reduzidas.

Whey protein: Auxilia na recuperação muscular entre uma sessão de treinamento e outra. Além disso é indicado para a manutenção da massa magra na fase de culting

Vitaminas e minerais: Garantir uma ingestão adequada de vitaminas e minerais é importante para o bom funcionamento geral do corpo e pode apoiar o crescimento muscular.

Cafeína: Reduz a percepção de fadiga e auxilia no estado de prontidão para a sessão de treinamento. Além disso, auxilia na sustentação prolongada das sessões de treinamento.

Quais os melhores exercícios e estratégias para manter a musculatura?

Na musculação nem sempre teremos tempo para uma sessão de treino completa, desafios pessoais, profissionais e familiares podem aparecer assim de repente e atrapalhar nossos objetivos físicos. No entanto, tenho alguns dados para tranquilizá-lo nessa fase.

Alguns estudos sugerem que ficar sem treinar por uma semana não prejudica a hipertrofia, ocorre somente diminuição da força muscular (Coleman, Max et al 2023). Portanto, não há motivo para desespero se você é consistente e necessitar de 1 semana sem treinar.

Outro estudo realizado por 24 semanas, dividiu 14 homens jovens em um grupo contínuo e outro grupo que treinou por 6 semanas e descanso por outras 3 semanas com volume e carga iguais. Ao final das 24 semanas os resultados hipertróficos foram semelhantes entre os grupos (Ogasawara, Riki et al 2013).


Segue abaixo alguns exercícios e estratégias para passar por isso mantendo massa muscular:

  1. Utilize exercícios multiarticulares para otimizar o tempo da sessão de treinamento.
  2. Realizar o drop-set diminui a sessão de treinamento e combinado com os exercícios multiarticulares pode otimizar ainda mais o tempo da sessão de treinamento.
  3. Faça treinos de membros inferiores e superiores na mesma sessão de treinamento.
  4. Com essas 3 estratégias você pode escolher se vai treinar com volume maior e cerca de 60 minutos 2x por semana, ou treinos curtos de até 30 minutos em mais sessões semanais.

Conclusão

O treinamento físico é sempre um jogo de xadrez, onde estratégia de nutrição e treinamento estão diretamente ligadas ao aumento de massa muscular, seja para competição ou de forma amadora. Busque profissionais de educação física e nutrição especializados e caminhará sempre na direção certa. Até a próxima e bons treinos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

plugins premium WordPress
Rolar para cima