Conheça a história completa do fisiculturismo!

A história do fisiculturismo | Blog Darkness

O fisiculturismo, também conhecido com bodybuilding, em inglês, envolve o desenvolvimento muscular de seus atletas em níveis extremos. A história desse esporte tão interessante tem suas origens na Grécia Antiga, e segue até hoje em competições no mundo todo, sendo o Mr. Olympia o maior evento de fisiculturismo da atualidade.

Neste artigo, vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre a história do fisiculturismo, desde o início dessa prática, a primeira competição até sua evolução como esporte contemporâneo. Acompanhe!

O que é o fisiculturismo

Podemos dizer que o fisiculturismo é o culto ao corpo, a busca por um físico perfeito. Além de medir o condicionamento físico e o volume muscular, sua prática também tem como objetivo ressaltar a beleza estética do corpo humano a partir da hipertrofia muscular, isto é, do aumento de volume da massa muscular.

Atleta bodybuilding treinando bíceps com halter

Nas competições de fisiculturismo, os atletas exibem seus corpos em poses e coreografias que muito se assemelham às estátuas gregas. Os árbitros avaliam cada performance, observando os critérios de cada categoria competitiva, relativos à simetria, proporção, harmonia estética, volume e condicionamento.

As categorias do fisiculturismo se dividem em modalidades femininas e masculinas, são elas:

  • Fisiculturismo clássico (masculino);
  • Men’s physique (masculino);
  • Men’s bodybuilding open (masculino);
  • 212 libras (masculino);
  • Wheelchair (masculino);
  • Wellness (feminino);
  • Bikini (feminino);
  • Woman’s physique (feminino);
  • Fitness (feminino);
  • Figure (feminino);
  • Woman’s bodybuilding (feminino).

A origem do fisiculturismo

O primeiro relato sobre fisiculturismo e halterofilismo vem da Grécia Antiga e nos leva até um homem chamado Milon de Crótona, um atleta olímpico invejado por sua força, volume muscular e saúde implacável.

Não há como precisar a data, mas Milon teria nascido no século 6 a.C. Conta-se que seu treino era resumido em colocar um bezerro nas costas e andar. À medida que o animal ia crescendo, o seu corpo ia acompanhando as adaptações necessárias para continuar andando com ele nas costas. 

Assim, ele aplicou uma lei da musculação conhecida como o “princípio da sobrecarga”, no qual aumentam-se os pesos aos poucos, de forma a promover a evolução fisiológica e alcançar os objetivos propostos.

Milon ganhou muita popularidade devido à sua força acima dos padrões e teria vencido seis vezes as Olimpíadas da antiguidade e outras seis vezes nos chamados Jogos Píticos, realizados em Delfos em honra ao deus Apolo, também a cada quatro anos.

A primeira competição de fisiculturismo na era moderna

A primeira competição oficial de fisiculturismo na era moderna ocorreu em 14 de setembro de 1901, em Londres, Inglaterra. Possivelmente existiram outros campeonatos antes deste, no entanto, esse foi o que apresentou um registro oficial.

Fisiculturista fazendo posedown numa competição

Essa competição foi intitulada de The Great Competition, ou “A Grande Competição”, em tradução livre para o português. Ela foi idealizada e realizada por Eugene Sandow, um alemão que ficou conhecido por tornar o fisiculturismo um esporte reconhecido mundialmente.

O evento levou três anos para ser planejado e teve a participação de 156 atletas. Foi realizado no Royal Albert Hall e competiram militares, carteiros, auxiliares de trabalhos braçais e atletas diversos. O objetivo era escolher o físico mais próximo dos critérios estabelecidos.

O vencedor foi Willian Murray, de Nottingham. Em segundo lugar ficou D. Cooper, de Birmingham, e em terceiro, A.C. Smyth, de Middlesex. Foi registrada a presença de 15.000 pessoas prestigiando as finais.

O prêmio para esse campeonato era uma estátua de Eugene Sandow banhada em ouro, segurando uma barra com pesos de bola, a mesma que é usada até hoje para premiar o maior campeonato de fisiculturismo do mundo, o Mr. Olympia. O segundo colocado recebeu a mesma estatueta em prata e o terceiro, em bronze.

O fisiculturismo como esporte

O fisiculturismo da forma como é conhecido hoje passou a ser oficialmente definido como esporte em 1946, com campeonatos voltados totalmente ao culto do físico e regras e quesitos de avaliação estabelecidos de forma clara.

Atleta de fisiculturismo fazendo posedown numa competição

O primeiro campeonato esportivo de fisiculturismo foi o Mr. Universe, em 1948, chancelado pela NABBA, primeira federação voltada ao fisiculturismo. Contudo, o título de Mr. Universe só passou a ser utilizado em 1950, com Steve Reeves sendo o primeiro atleta a recebê-lo.

A partir do ano de 1952, a competição passou a ter a possibilidade de profissionalização. Atualmente, o fisiculturismo é a sexta modalidade esportiva mais difundida no mundo.

O primeiro Mr. Olympia

O Mr. Olympia foi o segundo evento de grande nome no fisiculturismo, criado em 18 de setembro de 1965 e chancelado pela IFBB, federação criada por Joe Weider, com seu primeiro show na Academia de Música do Brooklin.

Atletas de fisiculturismos e jurados numa competição

O primeiro atleta a se consagrar campeão e adotar o título de Mr. Olympia foi Larry Scott, até então um dos maiores atletas da década de 60. Em pouco tempo, o Mr. Olympia se popularizou e se tornou o maior evento de fisiculturismo do mundo, com o Sandow (o mesmo troféu usado em 1901) sendo o prêmio mais desejado por todos os fisiculturistas do mundo.

Os maiores vencedores do Mr. Olympia

Depois de Larry Scott ter levado o primeiro Mr. Olympia, muitos outros monstros do fisiculturismo passaram por esse grande evento, de modo que não é exagero afirmar que, para ser considerado uma lenda do fisiculturismo, é preciso subir ao pódio do Mr. Olympia.

A seguir, confira alguns bodybuilders famosos que conquistaram esse feito, inclusive nomes brasileiros:

  • Arnold Schwarzenegger: o astro de Hollywood também é uma lenda do fisiculturismo. Arnold já levou sete vezes o Mr. Olympia entre 1970 e 1980;
  • Ronnie Coleman: o norte-americano Coleman tem no seu currículo nada mais, nada menos que oito vitórias consecutivas no MR. Olympia, entre 1998 e 2005;

Fisiculturista Ronnie Coleman fazendo agachamento com barra

  • Lee Haney: igualando-se a Coleman, também tem oito estatuetas Sandow. Lee começou cedo, com 11 anos, e competiu pela primeira vez com 16 anos apenas;
  • Juliana Malacarne-Doyle: uma das brasileiras representando o fisiculturismo nacional, é a atleta com mais títulos do Mr. Olympia, sendo tetracampeã consecutiva de 2014 a 2017;
  • Alcione Santos: a baiana Alcione é um a grande atleta que conquistou o 3º lugar no Mr. Olympia 2023 e em 2024 já tem sua participação confirmada.

Prepare-se para o Mr. Olympia 2024!

Como você pôde perceber, a história do fisiculturismo começa na Grécia Antiga e não há previsão para acabar. Pelo contrário, o legado de grandes atletas continua sendo transmitido e a história desse esporte tão intrigante continua sendo escrita.

E o próximo capítulo dela está para chegar! O Mr. Olympia 2024 acontecerá em Las Vegas, no estado de Nevada, Estados Unidos, entre os dias 10 e 13 de outubro de 2024. Além de grandes nomes do fisiculturismo do Brasil e do mundo, a Darkness também marcará presença, pois somos um patrocinador oficial do evento.

Junte-se a nós na torcida pelos nossos atletas nesse grande evento. Descubra tudo sobre o Mr. Olympia 2024!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

plugins premium WordPress
Rolar para cima