Remada curvada: o que é e quais os tipos

A remada curvada é um dos exercícios mais utilizados para trabalhar a musculatura das costas, visando desenvolver a força e a massa muscular nas regiões das costas e dos ombros. Ela é frequentemente utilizada por atletas de musculação, levantamento de peso e outras modalidades esportivas para melhorar a estabilidade e o desempenho do tronco. Neste artigo, vamos discutir mais detalhadamente sobre a remada curvada, seus tipos, dicas para ter mais resultados e exercícios recomendados.

O que é e para que serve a remada curvada?

A remada curvada, assim como os outros formatos do exercício como a remada serrote, é um exercício de força que trabalha principalmente os músculos das costas, incluindo o latíssimo do dorso, trapézio, rombóides, deltóides posteriores e bíceps. Ele é realizado geralmente com uma barra ou halteres e consiste em curvar o tronco em um ângulo de aproximadamente 45 graus, puxando o peso em direção ao abdômen com os cotovelos próximos ao corpo.

A remada curvada é uma excelente opção para desenvolver a força do core, a estabilidade da coluna vertebral e o desempenho em esportes que exigem força de tração, como levantamento de peso e escalada. Além disso, ela pode ajudar a melhorar a postura, reduzir o risco de lesões nas costas e melhorar a aparência física.

Quais os tipos de remada curvada?

Existem três tipos de remada curvada que são comuns em treinos de musculação: a remada curvada pronada, a remada curvada neutra e a remada curvada supinada. Cada uma delas trabalha de maneira diferente os músculos das costas, dos braços e dos ombros. Abaixo, detalhamos cada um dos tipos de remada curvada:

Remada Curvada Pronada

Nessa variação da remada curvada, as mãos ficam voltadas para baixo, com as palmas das mãos apontando para o chão. Esse tipo de remada é mais focado no trabalho dos músculos do meio das costas, como o trapézio e os rombóides, além de também trabalhar os bíceps e antebraços. A pegada pronada ajuda a garantir uma maior estabilidade nos ombros e a evitar lesões.

Remada Curvada Neutra

Nessa variação da remada curvada, as mãos ficam voltadas para dentro, com as palmas das mãos apontando uma para a outra. Esse tipo de remada é mais focado no trabalho dos músculos das costas, especialmente na região superior das costas e nos ombros. A pegada neutra é ideal para pessoas com problemas nos ombros ou nos punhos, já que essa posição coloca menos estresse nessas áreas.

Remada Curvada Supinada

Nessa variação da remada curvada, as mãos ficam voltadas para cima, com as palmas das mãos apontando para o teto. Esse tipo de remada é mais focado no trabalho dos bíceps e dos músculos da região inferior, como o grande dorsal e o eretor da espinha. A pegada supinada é ideal para pessoas que desejam fortalecer os bíceps, já que essa posição coloca mais ênfase nesses músculos.

Dicas para ter mais resultados na remada curvada

A remada curvada assim como os outros formatos do exercício como a remada serrote, é um exercício desafiador que pode ser bastante exigente para os músculos das costas e ombros. Algumas dicas que podem ajudar a melhorar o desempenho e os resultados incluem:

Aqueça seus músculos e articulações

Antes de começar a realizar a remada curvada, é importante aquecer os músculos e as articulações envolvidos. Realize alguns exercícios de mobilidade e aquecimento para preparar o corpo para o esforço físico.

Atente-se na concentração e na retração das escápulas

Durante o exercício, é importante manter as escápulas contraídas e para baixo, o que pode ajudar a melhorar o recrutamento dos músculos das costas e ombros.

Concentre a força na área dos cotovelos

Ao puxar o peso em direção ao abdômen, é importante concentrar a força na área dos cotovelos, evitando que os bíceps assumam a maior parte do esforço. Mantenha os cotovelos próximos ao corpo e evite arquear as costas.

Mantenha uma boa postura

Durante a remada curvada, é importante manter uma postura adequada, com o tronco curvado em um ângulo de cerca de 45 graus, as escápulas retraídas e o peito para fora. Evite arredondar as costas ou curvar os ombros para frente.

Utilize cargas adequadas

Escolha um peso que seja desafiador, mas que permita realizar o exercício com a técnica adequada. Evite utilizar pesos excessivos que possam comprometer a postura ou causar lesões.

Exercícios de remada curvada

Existem diversas variações de remada curvada, cada uma com suas particularidades e objetivos. Algumas opções de exercícios incluem:

Remada T

segure a barra na largura dos ombros, com as palmas das mãos viradas para baixo. Puxe a barra em direção ao peito, mantendo as escápulas retraídas e os cotovelos próximos ao corpo. Retorne à posição inicial e repita o movimento. O exercício pode ser feito tanto em barra w, H ou reta. 

Remada com halteres

segure um halter em cada mão, com as palmas viradas para dentro. Incline o tronco em um ângulo de cerca de 45 graus e puxe os halteres em direção ao abdômen, mantendo os cotovelos próximos ao corpo. Retorne à posição inicial e repita o movimento.

Remada curvada com barra

segure a barra com as mãos na largura dos ombros, com as palmas viradas para baixo. Incline o tronco em um ângulo de cerca de 45 graus e puxe a barra em direção ao abdômen, mantendo os cotovelos próximos ao corpo. Retorne à posição inicial e repita o movimento. O exercício pode ser feito tanto em barra w, H ou reta. 

Como evitar lesões na remada curvada?

A remada curvada pode ser um exercício seguro e eficaz se realizado com a técnica adequada e com cuidado para evitar lesões. Algumas medidas que podem ajudar a evitar lesões incluem:

Utilize uma carga adequada

Escolha um peso que seja desafiador, mas que permita realizar o exercício com a técnica adequada. Evite utilizar pesos excessivos que possam comprometer a postura ou causar lesões.

Mantenha uma boa postura

Durante a remada curvada, é importante manter uma postura adequada, com o tronco curvado em um ângulo de cerca de 45 graus, as escápulas retraídas e o peito para fora. Evite arredondar as costas ou curvar os ombros para frente.

Não faça movimentos bruscos

evite realizar movimentos bruscos ou rápidos durante a remada curvada, o que pode aumentar o risco de lesões.

Não faça a remada curvada com os cotovelos abertos

manter os cotovelos abertos pode levar a uma sobrecarga nos ombros e nas articulações, aumentando o risco de lesões.

Não force a amplitude de movimento

evite forçar a amplitude de movimento além do que é confortável para você. Isso pode colocar pressão desnecessária nas articulações e aumentar o risco de lesões.

Conclusão

A remada curvada é um exercício popular e eficaz de remada para o fortalecimento dos músculos das costas. Para obter melhores resultados e evitar lesões, é importante aquecer os músculos e articulações, concentrar a força na área dos cotovelos, manter uma boa postura, utilizar pesos adequados e evitar movimentos bruscos ou forçar a amplitude de movimento. Com a técnica adequada e a prática regular, a remada curvada pode ser uma ótima adição ao seu treino de musculação para o fortalecimento das costas, assim como o pulldown. Lembre-se sempre de consultar um profissional de educação física antes de iniciar qualquer exercício físico, especialmente se você tem lesões pré-existentes ou problemas de saúde.

 

Bons treinos!

Até a próxima!

Fernando Amaral – CREF 147145 – G/SP

Profissional de Educação Física – Expert Integralmédica / Darkness

Especialista em fisiologia do exercício e treinamento resistido – Na saúde, na doença e no envelhecimento – EEP/HCFMUSP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

plugins premium WordPress
Rolar para cima