Aeróbico em jejum: benefícios, como fazer e melhores exercícios

Aeróbico em jejum: benefícios, como fazer e melhores exercícios | Blog Darkness

Aeróbio em Jejum, também conhecido como AEJ, nada mais é do que fazer um exercício em jejum. Não é que não podemos consumir nada antes ou durante do AEJ, mas sim que não podemos consumir algo que vá virar fonte de energia.

Muito tem se falado acerca das práticas de exercícios em jejum, sobre seus benefícios em relação ao emagrecimento e o seu potencial sobre a “queima de gorduras”.

Nos acompanhe até o final e descubra se realmente essa é a melhor estratégia quando se busca emagrecimento.

O que é o AEJ (Aeróbico em Jejum)?

Aeróbio em Jejum, também conhecido como AEJ, nada mais é do que fazer um exercício em jejum. Não é que não podemos consumir nada antes ou durante do AEJ, mas sim que não podemos consumir algo que vá virar fonte de energia.

Quais os benefícios do aeróbico em jejum?

  • Utilização de gordura como fonte de energia;
  • Diminuição da produção de insulina;
  • Aumento da sensibilidade à insulina;
  • Aumento da produção do hormônio GH;
  • Regulação dos níveis de cortisol.

E os riscos do aeróbico em jejum?

  • O aeróbico em jejum (AEJ) pode causar:
  • Hipoglicemia;
  • Desconforto gástrico;
  • Náuseas enjoos;
  • Perda de performance.

Como fazer aeróbico em jejum?

O indicado é que seja feito pela manhã, logo ao acordar. Faça a ingestão de um copo de água e comece a prática do exercício. Seja qual for o exercício escolhido, faça em baixa intensidade, se houver qualquer desconforto a prática deve ser interrompida.

Aeróbico em jejum: benefícios, como fazer e melhores exercícios | Blog Darkness

Quais são os melhores exercícios aeróbicos em jejum?

Em geral exercícios cardio e aeróbicos que possam ser praticados em baixa intensidade e de forma contínua:

  • Caminhada;
  • Corrida (trote);
  • Ciclismo em baixa intensidade.

Aeróbico em jejum: as principais dúvidas respondidas

Pode fazer aeróbico em jejum todos os dias?

Esse tipo de treino deve ser utilizado como uma estratégia, sendo assim deve ser acompanhado por um profissional de Educação Física. Se você estiver iniciando nessa prática, não é ideal que seja feito diariamente, embora não haja contraindicações, comece aos poucos e aumente de forma gradativa.

Quantos minutos fazer de aeróbico em jejum?

Entre 30 e 40 minutos, podendo durar até 1h

Fazer aeróbico em jejum perde massa magra?

A depender da sua alimentação ao longo do dia e caso você não pratique o treinamento resistido, você poderá perder massa magra.

Fazer aeróbico em jejum perde massa muscular?

Para que isso não ocorra, você deve associar a prática do AEJ ao treinamento resistido, bem como uma alimentação equilibrada e rica em proteínas. Dependendo do caso, pode ser recomendado a dieta hipercalórica para potencializar resultados.

Fazer aeróbico em jejum emagrece?

A prática do AEJ preconiza utilizar a gordura como fonte de energia, embora segundo os estudos, praticar exercícios aeróbicos em jejum não emagrece mais do que praticar alimentação.

Aeróbico em jejum: posso beber água?

Pode e deve. A água deve ser ingerida a fim de se manter hidratado. O praticante de AEJ, deve se hidratar antes, durante e após o treino.

Fazer aeróbico em jejum atrapalha a hipertrofia?

 A hipertrofia se dá pelo aumento da massa muscular, para tanto o treinamento resistido aliado a uma alimentação adequada se faz necessário.

Se o indivíduo não seguir o plano alimentar prescrito pelo nutricionista e não treinar de forma correta pode sim atrapalhar no processo de hipertrofia.

Aeróbico em jejum funciona mesmo?

Ainda não há um consenso na comunidade científica que comprove que o AEJ emagrece mais em comparação ao aeróbico estando alimentado, sobretudo há pessoas que são adeptas dessa estratégia e afirmam ter efeito benéfico.

O que comer depois de fazer aeróbico em jejum

Em geral, o AEJ é praticado pela manhã, logo após acordar, após o treino é indicado que tome seu café da manhã normalmente, pode-se suplementar com o Whey Protein Darkness. Para um melhor aproveitamento do seu treino, o nutricionista deverá preparar seu plano alimentar de acordo com seu objetivo.

Conclusão

O AEJ é uma estratégia de treino que deve ser utilizada para uma população específica e não deve ser praticada por iniciantes.

Seus benefícios estão associados à utilização da gordura como fonte de energia, embora ainda não haja um consenso se comparado à prática do exercício alimentar.

Antes de começar praticar o AEJ converse com um profissional de educação física e veja se realmente há necessidade de incluir em sua rotina de treinos, avalie os benefícios e os riscos dessa prática e se a mesma está alinhada ao seu objetivo.

Bons treinos!

Até a próxima!

Fernando Amaral – CREF 147145 – G/SP

Profissional de Educação Física – Expert Integralmédica

Especialista em fisiologia do exercício e treinamento resistido – Na saúde, na doença e no envelhecimento – EEP/HCFMUSP

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

plugins premium WordPress
Rolar para cima